Reconhecimento internacional


O artigo Qualitative Analysis of the Extractives of Orange Wood, publicado na revista Wood and Fiber Science, nos Estados Unidos, recebeu o prêmio George Marra de 3º lugar em Excelência na Escrita com relação aos artigos publicados no ano de 2017.
A publicação foi baseada em pesquisa desenvolvida na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), com apoio da FAPESP, sobre o potencial da madeira de laranjeira para diversas finalidades produtivas.
O prêmio é concedido pela Society of Wood and Science Technology (SWST) e será entregue na convenção anual da SWST, que ocorrerá de 5 a 9 de novembro de 2018 em Nagoya, Japão.
O trabalho é de autoria de Carolina Kravetz, com coordenação do professor José Otávio Brito. A partir da utilização das técnicas de cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massa e microextração em fase sólida, foram extraídos 221 componentes químicos da madeira de laranjeira. “Desse total, 33 deles foram identificados com alta confiabilidade”, disse Kravetz.
Ela iniciou o trabalho na iniciação científica, com a proposta de realizar a avaliação do potencial químico de extrativos e de produtos da pirólise da madeira de laranjeira.
Mais informações: https://goo.gl/219RYK. Fonte: FAPESP