Open Field Day


Agristar lança 13 cultivares para horticultura durante o Open Field Day e a Hortitec

O Open Field Day voltará este ano para a Estação Experimental da Matriz, em Santo Antônio de Posse (SP). Evento ocorre entre 20 e 22 de junho, simultaneamente à Hortitec
Entre os dias 20 e 22 de junho, a Agristar promove o Open Field Day (dia de campo aberto), tradicional evento do calendário de horticultura, nos mesmos dias da Hortitec. Por meio das linhas profissionais de sementes de alta tecnologia, Topseed Premium e Superseed, a empresa traz ao mercado 13 lançamentos de hortaliças e frutas, desenvolvidas para o setor. Em simultâneo, participa da 25ª edição da Hortitec.
No estande da Agristar, localizado no setor azul, toda a cadeia de horticultura poderá conferir as novidades da Topseed Premium, que apresenta os tomates híbridos Ducatto, Milão e Ímola, a cebola Gamay F1, a beterraba Campari F1, a aboborinha Flora F1, a alface Diva, o brócolis Veratto F1, o quiabo Estrela F1, o coentro Frevo e o Alho-porro Supremo; e pela linha Superseed, a cebola Montesina F1 e a abóbora Furusato F1.
No Open Field Day deste ano, que volta para o campo da Estação Experimental da Agristar em Santo Antônio de Posse (SP), os visitantes poderão ver as novidades das linhas, conferir os resultados dos lançamentos de 2017, além de tirar dúvidas com técnicos de todo o Brasil sobre os melhores manejos e posicionamentos para cada região do País. O evento fica a 8 km de distância da Hortitec e terá transporte gratuito saindo diretamente da feira.
Para Marcos Vieira, gerente de Marketing da Agristar, o retorno do Open Field Day ao campo experimental da matriz proporcionará aos visitantes conhecer os investimentos realizados pela empresa. "Neste ano, além de comemorarmos os 60 anos da empresa, teremos a oportunidade de apresentar a nova Matriz SP, onde foram realizados investimentos em modernização de maquinário industrial, a ampliação de 42% da nossa capacidade de armazenagem e a duplicação do número de escritórios para receber os departamentos que, até final de 2017, ficavam na extinta unidade de Petrópolis (RJ)”.